Ir para conteúdo 1 Ir para menu 2 Ir para busca 3 Ir para rodapé 4
Acessibilidade 5 Alto contraste 6

Resumo Sessão dia 15/10/2018

Publicado em 30/10/2018 às 18:01 - Atualizado em 30/10/2018 às 18:13

Sem projetos novos na casa e nenhum estando em estudo foi passado a palavra livre: fez uso da tribuna na palavra livre o vereador Lídio Manenti para fazer uma menção aos educadores Arroiotrintenses. Data significativa devido à sua relevância local, regional, estadual, federal e em vários países do mundo. Como agente político, isto é, como professor e legislador, não poderia deixar de externar a minha gratidão a todos os professores e professoras da cidade de Arroio Trinta, referência nos indicadores de nossa região e no estado Santa Catarina. Para tanto cito uma frase da grande poetisa goiana, Cora Coralina: Professor é o sal da terra e a luz do mundo. Sem vós tudo seria baço, e a terra escura. Professor, faz de tua cadeira a cátedra de um mestre. Se souberes elevar teu magistério, ele te elevará à magnificência... Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina”. No Brasil o Poder Público é responsável por 83% dos empregos do magistério. A educação básica é o destino de 77,6% dos professores brasileiros; A docência na Educação Básica Brasileira é 77% exercida por mulheres. Os docentes que se declaram chefes de família são 28,5%, entre os quais 69%, mulheres. A média salarial dos docentes da educação básica é de 927 reais, e a mediana, que é aquele ponto em que 50% dos professores recebem abaixo desse valor, é 720 reais. Apenas poucos ganham acima de 2 mil reais, e no Nordeste 60% ganham menos do que 530 reais. Portanto, senhores vereadores e senhoras vereadoras, o desafio do século XXI é encontrar e oferecer as condições necessárias para que esta profissão, que aliás, a exerço por 33 anos como vocação, muito mais do que uma profissão, seja mais valorizada. No exercício desta docência, fatores externos tais como:  extensas jornadas de trabalho onde muitos professores se obrigam trabalhar três períodos em escolas diferentes;  a falta de investimentos para cursos de formação continuada e aparelhamento das escolas, como tecnologias digitais e aquisição de material didático-pedagógico, sobretudo livros, aliada à violência que tem crescido nas escolas brasileiras, têm afetado de forma drástica o ensino no Brasil, em todos os níveis, em particular o Ensino Médio pelos péssimos indicadores.  Não resta a menor dúvida que em países e estados, onde os investimentos a tornam prioridade absoluta, a qualidade da educação tem melhorado e atingido ótimos indicadores. É preciso ter em mente que os Educadores/Professores exercem um papel insubstituível no processo de aprimoramento do conhecimento e na transformação social. Esta dimensão da docência vai além do momento de sala de aula. Hoje, 15 de outubro de 2018, muito mais que comemorar, temos que refletir sobre possíveis mecanismos de ação a serem encontrados para tirar do limbo em que se encontra uma das profissões mais belas e sublimes que existe: a de educar! Para finalizar esta homenagem, não poderia deixar de citar um Poema do grande Educador Brasileiro: Paulo Freire que descreve:  “Sou professor a favor da decência contra o despudor, a favor da liberdade contra o autoritarismo, da autoridade contra a licenciosidade, da democracia contra a ditadura de direita ou de esquerda. Sou professor a favor da luta constante contra qualquer forma de discriminação, contra a dominação econômica dos indivíduos ou das classes sociais. Sou professor a favor da esperança que me anima apesar de tudo. Sou professor contra o desengano que me consome e imobiliza. Sou professor a favor da boniteza de minha própria prática, boniteza que dela some se não cuido do saber que devo ensinar, se não brigo por este saber, se não luto pelas condições materiais necessárias sem as quais meu corpo descuidado, corre o risco de se amofinar e já não ser testemunho que deve ser de lutador pertinaz, que cansa, mas não desiste”. Portanto, minha gratidão àqueles que fazem do Exercício do Magistério um ideal, mesclando a arte de ensinar com o dom da convivência, tornando-se apoiadores e amigos de nossos crianças e jovens.  Além da gratidão, o meu respeito e admiração a todos os Educadores e Educadoras Arroiotrintenses, por mediarem seus conhecimentos e suas experiências em nossas escolas: APAE, Rede Municipal e Estadual de Ensino. Sei que palavras são insuficientes para expressar toda nossa gratidão pela importância que a categoria tem no nosso dia a dia; mas, mesmo assim, PARABÉNS. Voltando a sua mesa solicitou saber o andamento da viagem à Assembleia Legislativa prometida aos vereadores eleitos no projeto Câmara Jovem, e sugeriu que antes do término deste ano os vereadores eleitos sejam convidados a participar de uma sessão e que possam sentar – se ao lado de seus vereadores representantes. A vereadora Elizane parabenizou a classe de professores agradeceu em nome da CAEP, todos os que participaram da festa em honra Nossa Senhora Aparecida. Vereadora Adriane demonstrou todo seu reconhecimento, respeito e carinho pelos professores, inclusive ao vereador Professor Lídio. Fez leitura de um pedido apresentado por sua pessoa como funcionária efetiva do poder executivo relacionado a lei n°1713/2014 artigo 161 e seus parágrafos onde diz que foi aprovada lei de progressão funcional a qual venceu em março deste ano e até agora não foi feito pagamento devido. E se colocou à disposição de outros funcionários para ajudar na formulação de seus pedidos. A presidente Sandra parabenizou a equipe da CAEP pela festa realizada em Linha Aparecida no dia 12 de outubro e também deixou sua homenagem a todos os professores. 


Galeria

  • {{galeriaImagens.length + galeriaVideos.length - 12}}
Fechar

Trigésima Quarta Sessão Ordinária